O Amor nos Sonhos

Tags

, , , , , , , , , , , , , , , , ,

Primeiramente: desculpem a demora de postar um conto! É que eu estava um pouco corrida por causa da faculdade, mas agora está tudo tranquilo! Espero que gostem.

———————————————————————————————————————————————————————–

Ele a viu em um sonho.

A viu com um vestido florido, com flores vermelhas no cabelo. Um rosto tão sereno e belo, emoldurado por cachos.

Ele ficou a admirando por um tempo, enquanto ela não percebia que alguém a vigiava de perto, entre as árvores da floresta. Queria se aproximar dela, a dizer o quanto era bonita, mas não podia.

Ele tinha deveres a cumprir e regras. Ele estava infringindo uma ao permanecer naquele sonho por muito tempo, sua missão era deixar as pessoas terem seus sonhos e apenas zelar por eles enquanto elas dormiam.

Mas ele não conseguiu.

A cada dia que passava, ele não conseguia a tirar da cabeça e passava o dia inteiro esperando que ela sonhasse de novo para poder vê-la bela e deslumbrante, passeando enquanto seu corpo dormia em algum lugar no mundo.

Um dia, ele tomou coragem e foi falar com a moça que estava sonhando com um baile de máscaras naquele dia. Em um rápido aceno, transformou suas vestes escuras e longas em um traje festivo.  A convidou para dançar enquanto os violinistas tocavam uma música lenta e um pouco confusa, ela aceitou seu pedido.

Dançaram, dançaram e dançaram.

E nenhuma palavra foi pronunciada.

Com os olhares, eles se falaram. Ele não podia revelar quem era porque corria o risco de nunca mais poder vê-la. E quando ele soube que aquele sonho estava prestes a acabar, apenas beijou sua mão em um gesto gentil e o sonho acabou.

Mesmo não podendo ver as pessoas sem elas estarem sonhando, ele sabia, de algum modo, que ela pensava nele e estavam fortemente conectados.

Na outra noite, a moça sonhou novamente, mas não com bailes ou florestas e sim com uma gruta escondida no meio da mata.

Uma gruta que pertencia a ele, onde a estava esperando. Eles se olharam demoradamente enquanto ele levantava de sua cama de ébano rodeado por flores e um lago.

– Você veio… – sua voz era grave e causava arrepios na moça.

– Qual o seu nome? Por que estamos nos vendo de novo? – ela perguntou, se aproximando mais, cautelosamente.

– Não importa o meu nome, o que importa é você estar aqui. Há quanto tempo ninguém vem aqui… – ele respondeu, olhando seu reflexo na água. – Não fique com medo de mim, sou apenas um homem solitário.

– Solidão é o que sente?

– Não quando te vejo… – ele respondeu, virando seu olhar para olhar nos olhos castanhos da mulher que estava mais perto do que pensava.

Inesperadamente, ela ergueu um dos braços e colocou sua mão quente no rosto do outro e o olhou com muita doçura.

E depois de centenas de anos, ele sorriu verdadeiramente pela primeira vez e suas asas voltaram a se erguer sob o manto preto comprido. Asas tão brilhantes quanto os raios da estrela mais brilhante do Universo inteiro e a gruta inteira se iluminou, assim como os sonhos de todas as pessoas.

Eles se beijaram.

Ele havia se apaixonado.

Por uma mortal.

Morfeu quebrou todas as regras.

Por ela.

Dia das Crianças

Tags

, , , , , , , , , , , ,

Dia 12 de Outubro. Dia das Crianças.

É aquele dia especial que pegamos nossas crianças interiores de dentro da nossa alma e as levamos para dar um passeio por aí. Muita gente tem dificuldade de encontrar essa criança porque já virou adulto há muito tempo ou amadureceu mais rápido por causa da vida difícil. Nessas pessoas, a pobre criança está tão profundamente escondida num cantinho da alma abraçada com seu ursinho predileto e tão amedrontada como tudo mudou rapidamente, que sente medo quando alguém a chama. Ela não quer sair dali porque não quer ser magoada e colocada no canto de novo. 

Por isso, devemos sempre ajudar nosso eu criança a nunca se sentir como se não existisse mais um espaço para ele ou ela no mundo. E isso não é apenas no dia 12 de outubro. Todos os dias devemos fazer isso. A vida não é fácil e se formos 100% adultos sempre, a vida vai ser mais dura ainda. Devemos levar tudo com a leveza de uma criança, porque dessa maneira tudo pesa menos. Tudo fica mais fácil. E mais sorrisos serão distribuídos entre as pessoas.

Porque não tem mais nada tão bonito quanto ver uma criança refletida em um rosto de um adulto sorrindo.

Livros… Ah, livros…

Tags

, , , , , , , , , , , ,

Livros são amigos de papel que nos levam para viajar para vários mundos diferentes, onde a realidade não existe e a fantasia predomina.
Tantos sentimentos existem naquelas páginas tão delicadas e tão cheias de vida. Os personagens pulam delas para nos convidar para viver as aventuras junto deles.
E se tivermos coragem o bastante, nós vamos.
Vivemos como eles: heróis, heroínas e tantos outros personagens que mudaram nossa maneira de ver as coisas.
São tantas vidas para viver e todas tão maravilhosas,  que esquemos da dura realidade onde vivemos. E ficamos horas ali, vivendo de verdade.
Livros são amigos, eles te dão consolo quando não há ninguém para te ajudar.
E sempre que acabamos uma história,  a guardamos em nossos corações com carinho, assim como guardamos o livro na estante com cuidado.
Porque ele vai estar lá esperando ansiosamente, assim como seus personagens, para a hora que decidimos retornar a aquele mundo.

E como um velho amigo seremos recebidos.